Estratégias de enfrentamento na Atenção Primária à Saúde na pandemia de Covid-19 em Minas Gerais, Brasil

Autores

Palavras-chave:

Covid-19, Pandemias da Covid-19, Atenção Primária à Saúde, Gestão em Saúde

Resumo

Objetivou-se analisar as ações da Atenção Primária à Saúde (APS) em resposta à pandemia de Covid-19 em municípios de Minas Gerais. Trata-se de um estudo quantitativo, observacional e transversal. A coleta de dados foi realizada mediante a aplicação de um questionário on-line, no qual participaram 278 secretários municipais de saúde do estado de Minas Gerais e/ou coordenadores da APS. A estrutura em saúde se demonstrou capaz de proporcionar o desenvolvimento de funções gerenciais com base em
dados e informações ao longo da pandemia. Entre as ações de enfrentamento na população, estão o uso de protocolos, de máscaras, utilização de barreiras físicas, penalidade por aglomeração e recursos de
telefonia para o esclarecimento de dúvidas sobre a Covid-19. Quanto às dificuldades de controle dessa
doença pelos colaboradores na APS, foram citadas baixa remuneração profissional, precária organização
do trabalho, demora dos resultados nos exames, subnotificação, falta de equipamentos e recursos tecnológicos. Conclui-se que inúmeras medidas e ferramentas adotadas para o controle da pandemia foram utilizadas pelas autoridades municipais. No entanto, apesar de os recursos tecnológicos, como o e-SUS, disponibilizarem dados epidemiológicos sobre a Covid-19, capazes de auxiliar no planejamento de ações em saúde, essas ferramentas necessitam de aperfeiçoamentos.

Downloads

Publicado

2023-12-03

Como Citar

1.
Quites HFO, Silva TC, Viegas SM da F, Gontijo TL, Oliveira VC de, Guimarães EA de A. Estratégias de enfrentamento na Atenção Primária à Saúde na pandemia de Covid-19 em Minas Gerais, Brasil. Saúde debate [Internet]. 3º de dezembro de 2023 [citado 22º de fevereiro de 2024];47(139):818-29. Disponível em: https://saudeemdebate.org.br/sed/article/view/8597

Edição

Seção

Artigo Original