Exposição ocupacional ao Sars-CoV-2: investigação das condições de saúde/ segurança dos trabalhadores essenciais para subsidiar ações de mitigação de risco da Covid-19

Autores

  • Maria Juliana Moura-Corrêa Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Vice-Presidência de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde (VPAAPS) https://orcid.org/0000-0002-9406-3955
  • Augusto Souza Campos Fundação Oswaldo Cruz Brasilia (Fiocruz Brasília) https://orcid.org/0000-0003-0166-3482
  • Isabele Campos Costa Amaral Ministério da Saúde (MS), Secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente (SVSA), Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador (DSAST) https://orcid.org/0000-0003-3358-7381
  • Ana Luiza Michel Cavalcante Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp), Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh) https://orcid.org/0000-0002-2338-6060
  • Ivair Nóbrega Luques Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP), Coordenação de Comunicação Institucional (CCI) https://orcid.org/0000-0003-0621-3296
  • Liliane Reis Teixeira Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP), Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (CESTEH) https://orcid.org/0000-0003-2460-0767
  • Rita de Cássia Oliveira da Costa Mattos Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP), Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (CESTEH) https://orcid.org/0000-0002-0523-7467

Palavras-chave:

Exposição ocupacional., Sars-CoV-2, Saúde ocupacional, Tecnologia da informação

Resumo

Em janeiro de 2020, a Organização Mundial da Saúde declarou a Covid-19 como emergência de saúde
pública no mundo. Diante da ausência de medidas farmacológicas, a única prevenção adotada foi o distanciamento físico. Porém, trabalhadores essenciais ficaram submetidos às políticas de gestão de saúde e segurança das empresas. O objetivo deste artigo é investigar as condições de saúde e segurança dos trabalhadores expostos ao Sars-CoV-2, por meio da aplicação de ferramentas de inovação tecnológica, para dar suporte e subsidiar ações de mitigação de risco da doença. Trata-se de estudo transversal, conduzido na plataforma REDCap, por instrumento autoaplicável de comunicação de risco de trabalhadores em atividade presencial e remota, no
Brasil. Participaram 2.476 trabalhadores, dos quais, 723 foram aceitos por análise de consistência das respostas. A idade média foi de 43,5 anos, sexo feminino (53,3%), cor branca (62%), carga de 21-40 horas semanais (60%) e Covid-19 em 27,4% da amostra. A maioria (75,2%) considerou que a transmissão ocorreu no trabalho e que medidas de proteção coletiva foram insuficientes. 

Downloads

Publicado

2023-12-02

Como Citar

1.
Moura-Corrêa MJ, Campos AS, Amaral ICC, Cavalcante ALM, Luques IN, Teixeira LR, Mattos R de CO da C. Exposição ocupacional ao Sars-CoV-2: investigação das condições de saúde/ segurança dos trabalhadores essenciais para subsidiar ações de mitigação de risco da Covid-19. Saúde debate [Internet]. 2º de dezembro de 2023 [citado 22º de fevereiro de 2024];47(139):758-75. Disponível em: https://saudeemdebate.org.br/sed/article/view/8543

Edição

Seção

Artigo Original