Cuidado em saúde ao adolescente em vulnerabilidade ao uso de drogas

Autores

  • Grasiella Bueno Mancilha Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)
  • Amalia Neide Covic Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) https://orcid.org/0000-0001-9700-7169

Palavras-chave:

Adolescentes, Uso recreativo de drogas, Vulnerabilidade em saúde, Saúde mental

Resumo

Este artigo trata das adolescências, no plural, como construção histórico-social de um processo
dinâmico, e do adolescente perante seus modos de vida e expressão em um contexto histórico-social e
singular. Entende-se aqui que ações meramente prescritivas são insuficientes para responder às complexidades dos processos de adoecimento mental na sociedade contemporânea. Objetivou-se compreender o contexto das práticas de cuidado em saúde ao adolescente em vulnerabilidade, diante do uso de drogas, na dimensão das tensões dos campos de práticas do cuidado em saúde. Estudo descritivo exploratório de abordagem qualitativa, que realizou entrevistas com profissionais da área da saúde (Unidade Básica de Saúde e Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil). Destacam-se as tensões no campo de práticas entre o modelo assistencial biomédico e de guerra às drogas versus o psicossocial/comunitário; redução de estigma; acesso; redução de danos e nos atendimentos individuais, bem como a importância de refletir e fomentar o processo de mudança da mentalidade diante do adoecimento mental, visando atualizar as formas de cuidar. Esse processo tem sido realizado conforme os princípios da Reforma Psiquiátrica Brasileira, com avanços e retrocessos que repercutem na atualização das práticas de cuidado em saúde mais alinhadas às propostas de ações psicossociais e redutoras de vulnerabilidade.

Publicado

2024-04-03

Como Citar

1.
MANCILHA G, Amalia Neide Covic. Cuidado em saúde ao adolescente em vulnerabilidade ao uso de drogas. Saúde debate [Internet]. 3º de abril de 2024 [citado 16º de junho de 2024];48(140):e8516. Disponível em: https://saudeemdebate.org.br/sed/article/view/8516

Edição

Seção

Artigo Original