Decisão de profissionais de saúde sobre sua vacinação anti-Covid-19: revisão integrativa

Autores

Palavras-chave:

Vacinação. Covid-19. Hesitação vacinal. Recusa de vacinação. Pessoal de saúde.

Resumo

A decisão vacinal de profissionais de saúde tem sido observada em diferentes países, devido ao seu  comportamento de hesitação frente à vacinação  contra a Covid-19, que pode interferir no controle da  pandemia. Pretendeu-se identificar os fatores  associados à decisão vacinal de profissionais de saúde contra a Covid-19 em publicações de julho de 2020 a  julho de 2022. Foi realizada uma revisão integrativa da literatura nas bases de dados PubMed, Scopus, Web  of Science e Cinahl. As características sociodemográficas da decisão vacinal revelaram que profissionais não médicos, principalmente  enfermeiros, apresentaram maior hesitação. O estudo  revelou fatores associados à hesitação vacinal, tais  como: dúvidas sobre a eficácia das vacinas e o  processo de produção, insegurança pela escassez de  estudos, medo dos efeitos colaterais e informações  veiculadas em mídias sociais. Em relação à aceitação e à recomendação vacinal, ressaltam-se a vacinação  prévia contra a influenza, a confiança na eficácia das  vacinas e o receio pelo risco de contágio por Covid- 19. A identificação dos fatores associados à decisão  vacinal de profissionais de saúde contra a Covid-19  foi estratégica em relação à ampliação da cobertura  vacinal, tanto para a proteção da saúde dos  profissionais quanto para a da população. 

Downloads

Publicado

2023-08-19

Como Citar

1.
Cardoso JB, Pereira AV, Santos MV dos, Ribeiro LH dos S, Vieira BDG, Dulfe PAM, Vidal DL da C. Decisão de profissionais de saúde sobre sua vacinação anti-Covid-19: revisão integrativa. Saúde debate [Internet]. 19º de agosto de 2023 [citado 21º de maio de 2024];47(138 jul-set):677-92. Disponível em: https://saudeemdebate.org.br/sed/article/view/8172