Gestão regional no enfrentamento à pandemia da Covid-19: estudo de casos em São Paulo

Autores

Palavras-chave:

Organização e administração. Regionalização da saúde. Covid-19. Pandemia. Regiões de saúde.

Resumo

Ao final do ano de 2019 o mundo foi surpreendido pela Covid-19, que chegou ao Brasil no início de 2020, fazendo com que o Sistema Único de Saúde (SUS)  adotasse estratégias imediatas para atender as  necessidades de saúde da população, colocando em  evidência todos os obstáculos que o sistema de saúde vinha enfrentando nos últimos anos. O estado de São  Paulo não foi diferente do restante do País em relação ao enfrentamento. Este estudo objetivou identificar as principais estratégias adotadas em 5 regiões de saúde de São Paulo, com foco na gestão regional,  analisando os processos e práticas adotados para o enfrentamento à pandemia da Covid-19. Tratou-se de  um estudo qualitativo, realizado através de estudo de  casos múltiplos, com abordagem exploratória, a partir de pesquisa de campo e realização de oficinas regionais. As regiões de saúde deste estudo puderam  comprovar a importância da intersetorialidade nas ações de saúde como um todo. Notou-se o grande  papel dos municípios nestas ações e a união destes, fortalecendo o papel da regionalização e ampliando a importância da governança em saúde. Ademais, as  regiões de saúde saíram fortalecidas porque  exerceram seu papel de liderança e organizaram  ações junto aos municípios.

Publicado

2023-08-18

Como Citar

1.
Meira ALP, Godoi LP da S, Ibañez N, Viana ALD, Louvison MCP. Gestão regional no enfrentamento à pandemia da Covid-19: estudo de casos em São Paulo. Saúde debate [Internet]. 18º de agosto de 2023 [citado 19º de julho de 2024];47(138 jul-set):418-30. Disponível em: https://saudeemdebate.org.br/sed/article/view/7823

Edição

Seção

Artigo Original