Discursos eleitorais para políticas governamentais de saúde nas duas cidades mais populosas do Brasil

Autores

  • Marcelo Rocha Garcia Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • Alcides Silva de Miranda Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Palavras-chave:

Políticas públicas de saúde. Programas governamentais. Comportamento verbal. Fala.

Resumo

Quais seriam os tipos de discursos eleitorais para o setor de saúde registrados por candidaturas para governos municipais? Para investigar essa questão, realizou-se estudo qualitativo com análise hermenêutica de documentos programáticos eleitorais, registrados por candidaturas majoritárias no primeiro turno das eleições municipais de 2016, nas metrópoles brasileiras de São Paulo (SP) e do Rio de Janeiro (RJ). Na maioria dos discursos, não havia a descrição de estratégias institucionais específicas para a saúde, muito menos os seus termos de viabilidade e factibilidade. Evidenciaram-se quatro pretensões discursivas distintas, nas quais as proposições para políticas de saúde ou estavam reduzidas ao aspecto gerencial ou subsumidas a lugares-comuns discursivos. Contextualmente, evidenciou-se a ênfase em discursos normativos e apelos performáticos, sem consubstanciação em discursos práticos.

Downloads

Publicado

2019-03-01

Como Citar

1.
Garcia MR, Miranda AS de. Discursos eleitorais para políticas governamentais de saúde nas duas cidades mais populosas do Brasil. Saúde debate [Internet]. 1º de março de 2019 [citado 12º de agosto de 2022];43(120 jan-mar):98-109. Disponível em: https://saudeemdebate.org.br/sed/article/view/7668

Edição

Seção

Artigo Original