O cuidado em saúde às crianças com a Síndrome Congênita do Zika

Autores

Palavras-chave:

Zika vírus. Cuidado. Integralidade em saúde. Profissionais de saúde.

Resumo

Este artigo teve como objetivo analisar o cuidado ofertado às crianças com a Síndrome Congênita do  Zika, a partir das experiências dos profissionais  participantes de um projeto de pesquisa clínica de um hospital público e universitário no estado do Rio de  Janeiro. Foi realizado um estudo de caso exploratório, qualitativo, por meio de observação participante e  entrevistas semiestruturadas com 11 profissionais de saúde. Sob a perspectiva do cuidado como uma das dimensões da integralidade  em saúde, percebeu-se que os profissionais, em sua maioria mulheres e médicas, são sensíveis às questões das famílias, consideradas também como unidade de  cuidado, e reconhecem a diferença no atendimento  que prestam ante o modelo biomédico ainda  hegemônico na área da saúde. No entanto, apontam  seus limites perante uma rede fragmentada e  ineficiente. Tais limites parecem inviabilizar uma  assistência que acolha as dimensões afetivas e sociais  dessas famílias, em especial, das mulheres,  legitimadas na centralidade do cuidado de seus filhos. Foi constatada a importância de pensar em uma  formação em saúde interdisciplinar, crítica e reflexiva  que possibilite um olhar ampliado às vulnerabilidades  e necessidades dessas famílias, incluindo uma  perspectiva de gênero interseccional que compreenda o complexo processo de determinação social em  saúde. 

Downloads

Publicado

2023-06-01

Como Citar

1.
Dias FM, Berger SMD, Lovisi GM. O cuidado em saúde às crianças com a Síndrome Congênita do Zika. Saúde debate [Internet]. 1º de junho de 2023 [citado 22º de fevereiro de 2024];46(especial 6 dez):83-96. Disponível em: https://saudeemdebate.org.br/sed/article/view/6718