Investigando os olhares da saúde coletiva sobre a agroecologia

Autores

Palavras-chave:

Saúde pública. Agricultura orgânica. Agricultura sustentável. Discurso.

Resumo

A agroecologia tem sido um objeto no campo da saúde coletiva/pública de maneira crescente nas duas últimas décadas no Brasil. Conforme o tema ganha relevância, importa verificar como o campo tem abordado agroecologia, tendo em vista a persistência de tendências à redução, normatização e esvaziamento na apropriação de conceitos pelo campo. Artigos científicos da saúde foram analisados por procedimentos da análise de conteúdo e da análise do discurso, atentando aos sentidos e temas mais recorrentes e também às ausências nas abordagens sobre agroecologia. Resultados mostram que abordagens instrumentais da saúde coletiva tendem a se associar à vertente mais técnica da agroecologia; silenciamentos sobre legitimidade da origem ‘tradicional’/’indígena’/’popular’; ao protagonismo das mulheres na construção do conhecimento agroecológico; à importância histórica de movimentos populares na constituição do campo; e, ainda, ao reconhecimento da agroecologia enquanto um campo científico que, como a saúde coletiva, está em disputa. São feitas considerações sobre a redução da agroecologia a um sistema ecológico de produção que ‘naturalmente promove saúde’ e possíveis repercussões para cooptação da pauta agroecológica pelos discursos hegemônicos. Reflete-se sobre a importância da apropriação crítica de conceitos no diálogo entre os campos.

Downloads

Publicado

2022-07-04

Como Citar

1.
Soares LP, Oliveira RM de, Moraes DR de. Investigando os olhares da saúde coletiva sobre a agroecologia. Saúde debate [Internet]. 4º de julho de 2022 [citado 13º de agosto de 2022];46(especial 2 jun):133-48. Disponível em: https://saudeemdebate.org.br/sed/article/view/4476