Impactos das práticas integrativas e complementares na saúde de pacientes crônicos

Autores

  • Maria del Pilar Ogando Dacal Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), Centro de Endocrinologia e Diabetes do Estado da Bahia (Cedeba) – Salvador (BA), Brasil. https://orcid.org/0000-0001-6787-7315
  • Irani Santos Silva Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Programa de Residência Multiprofissional em Saúde – Salvador (BA), Brasil. https://orcid.org/0000-0002-8094-2457

Palavras-chave:

Terapias complementares. Saúde pública. Doenças do sistema endócrino.

Resumo

A inclusão das práticas integrativas e complementares nos serviços de saúde pública tem acontecido de forma gradual e lentificada, há cerca de 10 anos. Este estudo visa a colaborar com a ampliação do conhecimento sobre as práticas integrativas, tendo como objetivo principal apresentar os impactos do reiki e da reflexologia podal na saúde de pacientes crônicos atendidos em um centro especializado em endocrinopatias, localizado em Salvador (BA). Trata-se de um estudo observacional retrospectivo, de corte transversal, que utilizou registros em prontuários médicos. Observaram-se, a partir da análise dos dados, impactos aparentes das terapias complementares no alívio de sintomas psicológicos, emocionais e físicos, tais como ansiedade, estresse e dores no corpo.

Downloads

Publicado

2018-10-31

Como Citar

1.
Ogando Dacal M del P, Silva IS. Impactos das práticas integrativas e complementares na saúde de pacientes crônicos. Saúde debate [Internet]. 31º de outubro de 2018 [citado 28º de outubro de 2021];42(118 jul-set):724-35. Disponível em: https://saudeemdebate.org.br/sed/article/view/427

Edição

Seção

Artigo Original