A casa como espaço do cuidado: as práticas em saúde de Agentes Comunitários de Saúde em Montes Claros (MG)

Autores

Palavras-chave:

Agentes Comunitários de Saúde. Atenção Primária à Saúde. Promoção da Saúde. Visita Domiciliar.

Resumo

O presente estudo teve como objetivo analisar as práticas de atenção à saúde desenvolvidas por agentes comunitários de saúde (ACS) no âmbito da Visita Domiciliar (VD) com famílias atendidas pela Estratégia Saúde da Família (ESF) no município de Montes Claros. Estudos no campo da promoção da saúde (PS) vêm indicando que tais práticas podem assumir por vezes posturas mais prescritivas, disciplinares, culpabilizantes, normativas, voltadas mais diretamente para a mudança comportamental do indivíduo ou de forma distinta podem ser mais dialógicas e interativas na relação com as famílias atendidas, pautadas numa concepção de atenção integral em saúde. O estudo analisou as práticas de ACS com o objetivo de compreender como estes agentes vêm abordando aspectos da vida privada e da dimensão pública do processo em saúde e quais as distintas posturas que adotam nas interações com as famílias. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com usuários da ESF e ACS de três equipes e observadas vinte Visitas Domiciliares (VD) realizadas pelos ACS no ano de 2013. Concluiu-se que as práticas dos ACS assumem por vezes características que apontam para a imposição de um saber-poder biomédico, e por outras que consideram aspectos da subjetividade do indivíduo/comunidade.

Downloads

Publicado

2022-04-22

Como Citar

1.
Santana VC, Burlandy L, Mattos RA de. A casa como espaço do cuidado: as práticas em saúde de Agentes Comunitários de Saúde em Montes Claros (MG). Saúde debate [Internet]. 22º de abril de 2022 [citado 5º de outubro de 2022];43(120 jan-mar):159-6. Disponível em: https://saudeemdebate.org.br/sed/article/view/1241

Edição

Seção

Artigo Original