Agrotóxicos e seus impactos na saúde humana e ambiental: uma revisão sistemática

Autores

  • Carla Vanessa Alves Lopes Universidade Federal do Paraná (UFPR), Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva, Observatório do Uso de Agrotóxicos e Consequências para a Saúde Humana e Ambiental no Paraná – Curitiba (PR), Brasil. carla.valopes.ufpr@gmail.com
  • Guilherme Souza Cavalcanti de Albuquerque Universidade Federal do Paraná (UFPR), Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva, Observatório do Uso de Agrotóxicos e Consequências para a Saúde Humana e Ambiental no Paraná – Curitiba (PR), Brasil. guilherme.albuquerque.ufpr@gmail.com

Palavras-chave:

Praguicidas. Agroquímicos. Saúde pública. Segurança alimentar e nutricional.

Resumo

Atualmente, o Brasil é o maior consumidor de agrotóxicos do mundo. Diversos estudos comprovam os malefícios para a saúde humana e ambiental da exposição aos agrotóxicos.
Realizou-se uma revisão sistemática no período de 2011 a 2017 acerca desse tema em bases de dados científicos. Foram incluídos 116 estudos que demonstraram o impacto negativo
para a saúde humana e ambiental. É essencial a realização de estudos sobre os efeitos da exposição crônica e simultânea a diversos agrotóxicos, além de estudos sobre os nexos de
determinação estrutural do uso dos venenos e suas consequências.

Downloads

Publicado

2018-07-17

Como Citar

1.
Lopes CVA, Albuquerque GSC de. Agrotóxicos e seus impactos na saúde humana e ambiental: uma revisão sistemática. Saúde debate [Internet]. 17º de julho de 2018 [citado 28º de outubro de 2021];42(117 abr-jun):518-34. Disponível em: https://saudeemdebate.org.br/sed/article/view/1071