Doulas como dispositivos para humanização do parto hospitalar: do voluntariado à mercantilização

Autores

  • Murillo Bruno Braz Barbosa Universidade Federal da Paraíba (UFPB) – João Pessoa (PB), Brasil. murillobraz14@gmail.com
  • Thuany Bento Herculano Universidade Federal da Paraíba (UFPB) – João Pessoa (PB), Brasil. thuany_herc@hotmail.com
  • Marita de Almeida Assis Brilhante Universidade Federal da Paraíba (UFPB) – João Pessoa (PB), Brasil. marita.med.ufpb@gmail. com
  • Juliana Sampaio Universidade Federal da Paraíba (UFPB) – João Pessoa (PB), Brasil. julianasmp@hotmail.com

Palavras-chave:

Doulas. Humanização do parto. Obstetrícia. Assistência perinatal.

Resumo

O artigo analisa, a partir da perspectiva das doulas, sua inserção na assistência ao parto em hospital público de João Pessoa. Trata-se de estudo qualitativo, que utilizou a Tenda do Conto, com seis doulas, para a produção de dados, em 2017. A inserção das doulas no hospital não foi resultante de uma mudança de paradigma assistencial, produzindo resistências. Num cenário hostil à sua atuação, as doulas funcionam como gatilho de tensões entre modelos de cuidado divergentes, o que gera sofrimento nas próprias doulas, demandando estratégias de enfrentamento, a saber: afastarem-se do voluntariado; tornarem-se institucionalizadas; ou serem cooptadas pelo mercado do parto humanizado no âmbito privado.

Downloads

Publicado

2018-07-17

Como Citar

1.
Barbosa MBB, Herculano TB, Brilhante M de AA, Sampaio J. Doulas como dispositivos para humanização do parto hospitalar: do voluntariado à mercantilização. Saúde debate [Internet]. 17º de julho de 2018 [citado 28º de outubro de 2021];42(117 abr-jun):420-9. Disponível em: https://saudeemdebate.org.br/sed/article/view/1057

Edição

Seção

Artigo Original